A segurança de nossos fundos de criptomoedas não é algo que deve ser considerado levianamente, e é por isso que as carteiras de hardware foram criadas. Estes são dispositivos físicos projetados para oferecer a maior segurança possível aos nossos fundos em todos os momentos.

No momento de considerar a segurança das nossas criptomoedas, uma das opções mais confiáveis ​​são as Hardware Wallets. Estes pequenos dispositivos permitem salvaguardar e proteger as nossas chaves privadas num dispositivo físico projetado especificamente para essa finalidade.

Aqui, daremos uma ampla explicação sobre o que são, como funcionam, quais são as que existem no mercado e que características possuem. E como um extra, daremos algumas recomendações de uso para que aproveite ao máximo esta maravilhosa inovação tecnológica.

O que são Hardware Wallets?

As hardware wallets, são dispositivos físicos que funcionam como carteiras sem conexão à Internet e mantêm as chaves privadas armazenadas com segurança dentro das mesmas. Isto é conhecido como Hardware Wallets, que também fazem parte das Cold Wallets devido à sua condição de armazenamento a frio, pois não permanecem conectadas à blockchain ou à internet.

São dispositivos especialmente projetados para esse fim, pequenas unidades HSM (Módulos de segurança de hardware)com segurança de nível militar que permite gerar chaves privadas e que nunca saem do dispositivo. Além disso, se o dispositivo tentar ser fisicamente manipulado com o objetivo de acesso às suas chaves privadas, ele se " suicida eliminando completamente as chaves.

Estas representam uma das opções mais seguras e confortáveis ​​do mercado para armazenamento a frio de grandes quantidades de criptomoedas. Isto ocorre porque protegem a segurança das chaves privadas, mas permitem que sejam usadas confortavelmente, geralmente via USB. A maioria usa um tipo de chip de segurança onde as chaves são retidas e nunca podem ser transferidas para fora do dispositivo.

Hardware wallets

Funções das hardware wallets

As hardware wallets têm apenas duas funções principais:

  1. Gerar chaves privadas.
  2. Assinar com essas chaves um conteúdo que se envie.

Desta forma, a chave privada nunca sai do dispositivo por um segundo. Geralmente têm uma tela que permite verificar o que está a autorizar e assinar para evitar hackers por interceptação da transação.

São compactos e portáteis, podendo ser transportados para qualquer lugar ou mantidos em local seguro. Para gerir as suas criptomoedas, só precisa conectá-las a um computador ou smartphone através de uma porta USB, digitar a sua senha e realizar os seus envios. No dispositivo que estamos a usar, é necessário software para geri-los. Então, quando desconecta a wallet, ela desliga-se automaticamente.

O nível de segurança oferecido por estes dispositivos é muito alto e confiável. O processo de validação de operações é realizado no mesmo dispositivo de hardware e não no computador ou smartphone ao qual estão conectados. Portanto, uma operação pode ser assinada sem a necessidade de chaves privadas saírem do dispositivo.

Características das hardware wallets

  1. São imunes a ataques de vírus e malware que podem infectar o dispositivo e roubar as chaves privadas. Portanto, permitem o armazenamento de grandes quantidades de criptomoedas com segurança e eficiência.
  2. O controlo absoluto sobre as chaves privadas e, portanto, os fundos são da propriedade do usuário. Pelo que nenhuma confiança em terceiros é necessária para a gestão das chaves e das criptomoedas; como acontece com wallets online ou hot wallets.
  3. As chaves privadas são geradas aleatoriamente e sem padrões através de um Random Number Generator (RNG).
  4. As hardware wallets geralmente têm meios de comunicação limitados, com que procuram maximizar a segurança.
  5. O software das hardware wallets são de código aberto na sua maioria. Isto permite ao usuário e à comunidade validar como operam e verificar os processos de segurança que implementam.
  6. Também as hardware wallets permitem adicionar camadas extras de segurança. Por exemplo, a escolha da configuração do PIN ou da autenticação de 2 fatores (2FA). Estes métodos impedem que terceiros usem o dispositivo em caso de roubo ou perda.
  7. As chaves são geradas e mantidas dentro do mesmo dispositivo hardware. Nunca saem para o computador. Portanto, são mantidos em segurança e protegidos.
  8. São compatíveis com a maioria dos sistemas operacionais disponíveis.
  9. Têm uma semente que permite restaurar as chaves e recuperar os fundos.
  10. A aquisição de hardware wallets requer um certo investimento. Existem dispositivos que variam de € 50 a € 200 ou mais. No entanto, considerando que a sua aquisição é destinada à guarda de grandes somas de dinheiro, é realmente um pequeno investimento, você não acha?

Recomendações de uso para hardware wallets

  1. Ao configurar uma carteira de hardware pela primeira vez, é recomendável que faça um backup por escrito da semente ou das palavras-chave. Uma vez que várias delas mostram a semente apenas uma vez.
  2. O backup da semente deve ser guardado em local seguro e protegido, pois se ocorrer dano ou perda, será impossível restaurar uma carteira e recuperar os seus fundos.
  3. Os backups da semente nunca devem ser feitos dentro do computador ou outro dispositivo sem antes serem encriptados e criptografados. Já que estes dispositivos são propensos a hackers e roubo cibernético.
  4. Se for comprar uma hardware wallet, certifique-se de comprá-la nos seus fornecedores oficiais e não de mercados ou de terceiros. Isto ocorre porque existem muitas possibilidades de hackers, roubos e fraudes, se as precauções necessárias não forem tomadas.

Quanto você sabe, cryptonuta?

Os mecanismos de segurança das carteiras de hardware podem ser facilmente quebrados?

FALSO!

Embora a segurança máxima não exista, as carteiras de hardware são uma das coisas mais próximas desse conceito. Eles foram criados do início ao fim para oferecer a maior segurança e as maiores garantias para manter nossos fundos seguros. E, embora haja maneiras de quebrar essa segurança, esses métodos não são fáceis e você precisa de conhecimentos técnicos avançados e acesso direto à sua carteira para realizá-los. Assim, você pode ficar tranquilo, sabendo que seus fundos estão seguros.

Exemplos de hardware wallets

Como já mencionamos, são dispositivos fáceis de usar que assumem a forma de um disco rígido portátil USB. Atualmente, existem várias marcas disponíveis no mercado, mas existem três grandes empresas no mundo da segurança cibernética que estão na vanguarda no desenvolvimento desses dispositivos. Vamos ver quais são os mais confiáveis ​​e mais usados.

Trezor

As primeiras wallets físicas foram desenvolvidas pela empresa Trezor, que tem uma excelente reputação no campo da informática e segurança. As wallets da Trezor são dispositivos físicos que fornecem armazenamento seguro de chaves privadas. É também uma wallet determinística (HD), para que possa gerar um número ilimitado de endereços a partir da semente.

O seu sistema é compatível com Android, Windows, Linux e OS X e, quando a configura pela primeira vez, ela exibe uma semente de 24 palavras-chave gerada por um RNG sem conexão à Internet. Isto garante que a semente nunca estará noutro dispositivo. Assim, este dispositivo cria um ambiente isolado ideal para executar a assinatura de transações offline. Portanto, reduz significativamente a possibilidade da sua chave privada ser descoberta, mesmo se o dispositivo ao qual se conectar estiver infetado ou comprometido.

Entre as versões desta empresa estão: Trezor One e Trezor T. Ambos os dispositivos têm um design amigável e um interface de usuário muito fácil e simples de usar que suporta um grande número de criptomoedas, exceto Ripple (XRP).

Carteiras Hadware e seus diferentes modelos e marcas

Ledger

Outra empresa que nos oferece uma variedade de opções em termos de wallets físicas é Ledger. Entre os seus projetos, encontramos vários dispositivos, como Ledger Nano S, Ledger Nano X. Existe outra versão, embora não seja mais fabricada, o que é Ledger HW.1.

No centro dos seus projetos está um sistema operacional chamado BOLOS num chip de segurança. Esse sistema operacional é muito poderoso e flexível, permitindo que a Ledger execute com segurança vários aplicativos de código aberto em isolamento completo. As carteiras da Ledger são compatíveis com os sistemas operacionais Windows, macOS, Linux, iOS e Android. O acesso à carteira é feito a partir do aplicativo Ledger Live, que permite o controlo dos dispositivos para enviar e receber pagamentos quando desejar, além de verificar os seus saldos.

Têm em torno de 22 criptomoedas e mais de 1250 tokens ERC20. Por sua parte, como Trezor, também podeconfigurar um PIN ou senha da sua escolha, mas se forem feitas três tentativas falhadas, todas as informações dentro do dispositivo serão apagadas. A semente gerada contém 14 palavras-chave, e as chaves são protegidas num chip interno resistente a ataques informáticos. O seu valor varia de acordo com o modelo e varia de 50€ a aproximadamente 200 €.

As versões Nano S e Nano X são cartões inteligentes de tamanho compacto, muito semelhantes a uma unidade flash USB, que se conectam via USB ao computador para gestão de ativos.

KeepKey

A empresa KeepKey fundada em 2015, criou um dispositivo USB com características semelhantes a Trezor One e Ledger Nano S para armazenar e gerir as suas criptomoedas. Possui níveis de segurança razoavelmente altos e as chaves privadas geradas nunca saem do dispositivo. Como as carteiras anteriores, a KeepKey é protegida por um PIN configurado à escolha, que toda vez que um incorreto é inserido, o tempo de espera aumenta.

Ao configurá-lo, emite uma semente de 12 palavras-chave e emprega um recurso conhecido como criptografia de recuperação que codifica e combina as letras de cada palavra-chave, oferecendo maior segurança e confiança. A KeepKey suporta operações com mais de 40 criptomoedas, e deve estar conectado ao aplicativo KeepKey Chrome para funcionar. O seu valor está entre 40 € e 80 € por unidade.

Wallets adicionais disponíveis no mercado

Blockchain Lockbox

Uma hardware wallet projetada em conjunto com Ledger para trabalhar especialmente com a sua carteira Blockchain. Embora não seja compatível com serviços da Ledger, como o Ledger Live.

O seu design permite que funcione sem a necessidade de descarregar software, e também oferece uma arquitetura de chip duplo que garante proteção criptográfica. Como as anteriores, esta carteira permite configurar um PIN para aumentar a proteção e a segurança dos seus ativos.

Archos.

A wallet Archos Safe-T Mini tem um design circular e é uma carteira do tipo de hardware que opera off-line e mantém as suas chaves privadas longe dos hackers através de armazenamento a frio. É uma das soluções mais seguras para proteger as suas criptomoedas.

A carteira é facilmente conectada a um computador ou smartphone usando um cabo micro USB. Um PIN exclusivo de até 6 dígitos pode ser configurado para oferecer maior segurança e proteção à sua carteira. Também possui uma semente de recuperação, para que possa restaurar a sua carteira em caso de dano ou perda do dispositivo. Como as carteiras anteriores, as transações devem ser confirmadas manualmente usando os botões que possui e, através de uma tela LCD, o usuário pode verificar os dados antes de assinar. Possui suporte para mais de 12 criptomoedas e token ERC20.

Página principal da Carteira Bit2Me

Bit2Me Wallet, uma carteira segura para as suas criptomoedas

A segurança das suas criptomoedas é fundamental e, por esse motivo, as carteiras de hardware são a melhor opção para proteger os seus fundos. Na Bit2Me, entendemos isso e recomendamos o uso de uma carteira de hardware, se deseja armazenar uma grande quantidade de fundos e mantê-los seguros. No entanto, usar uma carteira de hardware para os seus pagamentos diários, como pagar um café ou uma compra na loja, é um trabalho bastante complexo. Por esse motivo, e sabendo que a sua principal preocupação é segurança, criamos Bit2Me Wallet.

Com a Bit2Me Wallet, pode manter as suas criptomoedas seguras e ter uma carteira para fazer esses pequenos pagamentos com rapidez e facilidade. Associe a Bit2Me Wallet à sua carteira de hardware preferida e crie a melhor equipa para gestão do seu portfólio de criptomoedas sem problemas. Pode abrir a sua carteira gratuitamente e em apenas 20 segundos, clicando aqui.