A teoria dos jogos é um dos desenvolvimentos mais importantes em matemática do século XX. Graças a isso, é possível analisar diferentes problemas que, de outra forma, seriam impossíveis, tornando-se uma ferramenta de grande importância na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias como blockchain.

Lemteoria dos jogos é um ramo da matemática que tem grande relevância nos campos comportamentais e de tomada de decisão. Essa teoria está focada no estudo de como um sistema econômico está relacionado ao comportamento de um indivíduo. Especificamente nos casos em que custos e benefícios não são fixados antecipadamente, mas dependem de terceiros.

Com a análise dessas situações, A teoria dos jogos procura entender como certas situações podem afetar um sistema econômico ou qualquer outro tipo. Por exemplo, como um oligopólio Você pode tomar decisões que afetam negativamente outra maioria, mas um grupo menos poderoso. Dessa forma, a teoria dos jogos procura oferecer respostas e ferramentas que efetivamente gerenciam essas situações.

Os estudos gerenciados pela teoria dos jogos nos permitem entender melhor como a cooperação ou o individualismo podem afetar um sistema econômico. Esses são aspectos de grande importância no meio de um mundo cada vez mais interconectado e de economias mais interdependentes. Mas não é só isso, a teoria dos jogos e suas análises vão muito além, como veremos abaixo.

Breve história e origem da teoria dos jogos

No ano de 1928, o famoso matemático John von Neumann publicou uma série de trabalhos sobre teoria dos jogos. Essa foi a gênese da teoria e uma das contribuições mais importantes de Neumann. No entanto, a teoria dos jogos se tornou mais relevante após o desenvolvimento de um exemplo de jogo não cooperativo: Equilíbrio de Nash.

O equilíbrio de Nash é um jogo em que O sucesso de uma estratégia é medido ajustando seus planos de maneira otimizada e não alterando-os em relação ao resto do grupo. Dessa forma, nenhum dos participantes ganhará nada se decidir mudar sua estratégia, pressupondo que os outros indivíduos não a mudem. Um exemplo desse tipo de balança pode ser visto no chamado dilema do prisioneiro.

Foi depois de apresentar este estudo que a teoria dos jogos sofreu uma cobertura e estudos científicos significativos. Tudo com o objetivo de estudar suas capacidades e seu impacto em outros campos.

Imagem de Jogn Von Neumann criador da teoria dos jogos, criador da teoria dos jogos John von Neumann, teoria dos jogos, obra de John von Neumann

Alguns tipos de jogos dentro da teoria

Após a explosão no estudo e desenvolvimento da teoria dos jogos, vários especialistas foram capazes de criar diferentes jogos ou situações que são possíveis de analisar e aproveitar graças a essa teoria. Entre esses jogos podemos citar:

  1. Equilíbrio de Nash. Elas se caracterizam por ter uma solução final equilibrada, na qual nenhum jogador ganha nada modificando sua estratégia enquanto o outro ou os outros mantêm a sua. Em outras palavras, nenhuma das partes pode mudar sua decisão individual sem piorar.
  2. Simultâneo ou seqüencial. Como o próprio nome diz, jogos simultâneos são aqueles em que os jogadores agem de uma só vez. Enquanto sequenciais são aqueles em que cada jogador age após o outro.
  3. De informação perfeita ou imperfeita. Em jogos de informação perfeita, todos os jogadores sabem o que os outros fizeram antes. Por outro lado, nas informações imperfeitas, os jogadores não conhecem essas informações.
  4. Simétrico ou assimétrico. Nesse caso, um jogo simétrico é aquele em que as recompensas e punições de cada jogador são iguais. Embora assimétricas, essas recompensas e punições são diferentes.
  5. Jogos com soma zero ou diferente de zero. Um jogo de soma zero é aquele em que quando um jogador vence, o outro perde exatamente a mesma quantidade. Enquanto em jogos com soma diferente de zero, o valor da vitória para os jogadores varia se eles venceram, perderam ou foram empatados.
  6. Jogos cooperativos ou não cooperativos. Jogos cooperativos são aqueles em que dois ou mais jogadores formam uma equipe para atingir um objetivo, são analisadas as estratégias ideais para grupos de indivíduos, assumindo que eles podem estabelecer acordos entre si sobre as estratégias mais apropriadas.

Quanto você sabe, cryptonuta?

O uso da teoria dos jogos é vital na tecnologia blockchain?

VERDADEIRO!

Graças à teoria dos jogos, a existência da tecnologia blockchain é possível. Essa teoria permite que os desenvolvedores de blockchain criem sistemas capazes de resistir a condições adversas de “jogo” e superá-las com sucesso. Por exemplo, o protocolo de consenso da Prova de Trabalho é o melhor exemplo de uso da teoria dos jogos. Isso, então, coloca essa teoria em prática para garantir que os "jogadores ou mineradores" possam garantir a segurança da rede em todos os momentos.

Aplicações e importância da teoria dos jogos

Pode parecer muito estranho que alguns jogos tenham alguma aplicação e importância além da brincadeira. Mas a verdade é que sim e esse impacto vai das ciências sociais, passando pela biologia, filosofia, ciência da computação, matemática e, claro, tecnologia blockchain.

Por exemplo, você pensou em como os aplicativos de namoro fazem para decidir quais perfis mostrar. Bem, além dos dados que eles coletam sobre você e seus gostos, a teoria dos jogos tem um papel importante lá. O mesmo acontece, por exemplo, em economia. Os bancos centrais recorrem frequentemente à teoria dos jogos para descobrir como a sociedade e os mercados reagirão. O objetivo por trás disso, prever o impacto das medidas e tomar ações corretivas caso algo seja indesejável. Como você pode ver na teoria dos jogos, ela pode falar sobre jogos, mas não tem nada a ver com isso. O objeto de estudo do mesmo é sério e de grande relevância para muitos campos científicos e de trabalho.

No caso de criptomonedas, a teoria dos jogos tem um papel fundamental. Tomemos, por exemplo, o caso Protocolos de consenso de PoW. Nesse caso, podemos dizer que o mineiros eles participam de um jogo chamado “Mineração e confirmação de relações". O objetivo do jogo é simples: tomar as transações, processá-las, verificá-las e dizer que está tudo bem. Para conseguir isso, os mineradores usam recursos avançados criptografia para verificar os dados. No jogo, cada mineiro toma uma decisão e essa decisão é verificada e respeitada pelo resto. No final do jogo, o objetivo é alcançado: garantir que as transações de rede sejam realizadas, sejam seguras e que não haja nada de errado com elas.