Uma criptomoeda é um novo tipo de moeda digital que usa criptografia (matemática avançada) para não depender de entidades centrais que emitem e controlam dinheiro. Eles são moedas P2P puramente digitais, portanto, o envio de criptomoedas para qualquer parte do mundo é uma questão de segundos e não precisa de intermediários.

Como qualquer outra moeda, ela pode ser trocada por bens e serviços, como se fosse uma moeda convencional, como o euro ou o dólar.

As diferenças em relação ao dinheiro FIAT / fiduciário (Euros, Dólares…) são várias. Dentre elas podemos destacar que as criptomoedas não são controladas por nenhum governo ou instituição e seu valor depende diretamente da confiança dos usuários, tanto econômicos quanto úteis.

Outra característica principal das criptomoedas é que elas são baseadas em criptografia (evitando operações que são facilmente modificadas), são de código aberto (auditáveis para qualquer um) e seu livro contábil é formado por uma rede de milhares de computadores que formam sua blockchain (cadeia de blocos em português)

Essa cadeia de blocos nada mais é do que um registro de todas as unidades de uma criptomoeda que existe no mercado e de todas as operações e transações realizadas dentro dessa rede.

Cada criptomoeda tem seu próprio blockchain, que executa a função de livro-razão ou ledger (entre outras missões)

Portanto, cada criptomoeda tem seu próprio registro, isto é, seu próprio livro contábil de registro de unidades e transações.

Essa rede blockchain é distribuída, o que significa que a informação é validada e armazenada por todos os computadores que se conectaram a essa rede em todo o mundo.

Este fato é o que permite a informação da criação e distribuição de dinheiro através de transações que permanecem em um registro imutável, evitando assim sua manipulação.

Algo muito interessante sobre criptomoedas é que a grande maioria delas é de código aberto, portanto, qualquer pessoa pode acessar o código e desenvolver uma criptocorrência baseada em uma existente no mercado, bem como validar o código ou detectar problemas diferentes e falhas no código de desenvolvimento.

Esses tipos de moedas têm um núcleo de desenvolvedores centrais, embora geralmente sejam apoiados por desenvolvedores voluntários que oferecem seu tempo para implementar melhorias, sem querer receber nada em troca.

Sua origem está nos anos 80, quando o movimento Cypherpunk apostou no uso da criptografia como meio de mudança social e política.

Em 1990, David Chaum desenvolveu o Digicash, um dinheiro eletrônico centralizado que permitia transações anônimas e seguras.

Em 1997, Adam Back criou o Hashcash, um novo sistema que contava com provas de trabalho para reduzir ataques de spam e DDoS, ou ataques de negação de serviço.

Foi em 2008, quando Satoshi Nakamoto, de quem a identidade real é desconhecida, publicou o whitepaper Bitcoin: a primeira criptomoeda totalmente descentralizada, que foi baseada na tecnologia blockchain, através da prova de trabalho. Foi baseado no algoritmo SHA-256, usando uma função hash de criptografia, usando um sistema de Prova de Trabalho (PoW)

Este articulo foi util?
Average Scoring: 0
➜ Share the knowledge and promote the decentralized revolution!