Certamente você já viu o acrônimo IFO ou Initial Farming Offering em muitos lugares e se perguntou o que eles significam? Pois bem, Initial Farming Offer (em espanhol, Initial Farming Offer), é a evolução da conhecida ICO ou Initial Coins Offering (em espanhol, Initial Coin Offering).

EO objetivo do mesmo é servir como veículo de captação de capital para o start-up de projetos cripto, utilizando uma formulação bem diferente da já conhecida ICO.

Para isso, os IFOs buscam aproveitar as plataformas DeFi e agropecuária para preparar a apresentação de projetos visando capital semente, utilizando um grande atrativo: uma estratégia agrícola. Assim, o IFO consegue manter a descentralização na aquisição de capital semente para o projeto. E, ao mesmo tempo, permite aos investidores a chance de ganhar recompensas pelo capital investido no IFO.

Mas o queComo Funciona este sistema? Que vantagens oferece? Bem, veremos isso e muito mais abaixo.

Como funciona uma Oferta Inicial de Agricultura (IFO)?

A operação de uma Oferta Inicial de Agricultura (IFO) depende das plataformas DeFi Yield Farming que hospedam a solicitação de captação de recursos. Em um IFO, o responsável pelo projeto solicita à plataforma a listagem de seu projeto para realizar um IFO. Nesse momento, os responsáveis ​​pela plataforma recebem todos os dados do projeto e fazem um estudo preliminar. O objetivo deste estudo é estudar a viabilidade do projeto e o nível de interesse que ele pode gerar dentro da comunidade de sua plataforma DeFi.

Uma vez aprovado o estudo preliminar, a plataforma DeFi solicita a criação de uma tokenômica clara e todos os pontos necessários para gerar uma estratégia agrícola de rendimento aplicável em condições favoráveis ​​para a plataforma, os agricultores e o projeto a ser desenvolvido. Feitos esses pontos, inicia-se o processo de listagem do projeto e seu respectivo IFO, além de mostrar o capital que se pretende arrecadar durante este evento.

Uma vez que a listagem é feita, os agricultores têm a opção de visualizar e revisar o projeto, ver sua tokenomics e muito mais. Nesse ponto, basta preparar a carteira e decidir a totalidade de sua participação. Aqui também, os agricultores devem estar atentos a uma curiosidade sobre os IFOs: um conceito conhecido como spillover. A ideia por trás desse conceito é permitir que os desenvolvedores do projeto levantem o valor que quiserem para poder desenvolvê-lo. Por exemplo, se um projeto quer $ 2 milhões, o desenvolvedor indica isso e isso será anotado na listagem do projeto. Uma vez atingido esse capital, o contrato inteligente do projeto (responsável por controlar o pool de produção agrícola gerado para o projeto), começa a atribuir aos agricultores a % correspondente de tokens IFO, levando em consideração o total coletado durante o IFO.

Assim, se um projeto busca arrecadar $ 2 milhões de dólares, mas só arrecada $ 1 milhão de dólares, e se houver um agricultor nesse projeto com uma participação de $ 100.000, então o que acontecerá é que sua participação será reduzida em 50%, o mesmo nível de percentual restante para atingir o total desejado para a coleção. Dessa forma, o “overflow” busca manter controlada e ajustada a participação dentro do pool agropecuário do projeto, evitando que as recompensas sejam diluídas nas mãos de poucos.

Este modelo ajuda a manter a descentralização do projeto futuro, bem como um controle descentralizado na injeção de capital, que serve adicionalmente para iniciar o mercado necessário para o desenvolvimento da tokenomics. token do projeto, uma vez que a liquidez do pool serve para promover esse desenvolvimento.

Plataformas para implantar IFOs

Existe uma grande variedade de plataformas para a criação do IFO, dentre elas podemos citar:

  1. Troca de Panqueca É uma plataforma DeFi bem conhecida dentro do ecossistema Binance Smart Chain e que é a origem dos IFOs, desde que o modelo começou nesta DEX.
  2. Sushiswap., é outra DEX bem conhecida em Ethereum que tem opções interessantes para lançar IFOs, que nesta plataforma são conhecidos como MISO (Minimum Initial SUSHI Offering).
  3. Polkastarter, é outra plataforma conhecida por lançar IFOs e leilões no ecossistema Polkadot e Kusama.

Riscos e dicas de segurança para participar de um IFO

Participar de um IFO tem riscos claros dos quais você deve estar ciente. Mas entre eles, há dois que você deve prestar atenção especial:

  1. Se o projeto não for interessante para os usuários, provavelmente não decolará, portanto, seu uso e valor não decolarão.
  2. Em caso de transbordamento, o investimento e a participação desejados serão reduzidos. Isso significa que, se o projeto for reavaliado, você verá seus lucros diminuir drasticamente ou poderá até perder tudo se o primeiro risco for atendido.

Levando isso em consideração, é bom levar em consideração as seguintes dicas de segurança ao participar desse tipo de operação. Entre essas medidas podemos citar:

  1. Se possível, use um navegador dedicado para interagir com o smart contracts e outro para sua navegação diária. Isso impedirá que qualquer script malicioso explore qualquer vulnerabilidade em sua carteira e extraia fundos dela.
  2. Reconheça bem a rede na qual você está interagindo no IFO para evitar perda de fundos devido a transferências errôneas entre redes. Os endereços BSC e ETH são idênticos e, se você errar, pode perder dinheiro.
  3. Se possível, use carteiras separadas para cada projeto. Dessa forma, você pode ter um melhor controle de moedas e gerenciar o acesso aos fundos da carteira dos contratos inteligentes IFO.
  4. Conheça o projeto, quem está por trás dele, a comunidade e todos os dados relevantes relacionados a ele. Se você vai investir em um projeto, saber qual será o seu objetivo e como ele espera evoluir ao longo do tempo é vital para reconhecer seu valor e saber se o seu investimento realmente será recompensado.

Quanto você sabe, cryptonuta?

Os IFOs são usados ​​para levantar capital?

VERDADEIRO!

O objetivo dos IFOs é servir como um veículo para levantar capital que será usado para iniciar projetos de criptomoedas.